Poema (reflexões) de Fernando Pessoa.

 

Paisagem Romantica

No momento em que paramos e pensamos na questão que estamos ou não pronta para um romance perfeito, é inevitável vir a nossa mente poemas de amor eterno, poemas românticos, a beleza do romance, e assim por diante, nossos pensamentos vagueiam por tantos caminhos maravilhosos que a certo ponto fica difícil sair dessa visão romântica e voltar para o rotina da vida.

Até ai tudo bem, quem não gosta de passar alguns momentos no pais das maravilhas, é tão bom, é tão prazeroso!!!

Por este motivo citei aqui (logo abaixo) um poema gostoso de ler, de pensar, de sentir, podemos abrir nossa mente e vagar pela “verdade” da vida intima dos sentimentos mais profundos de cada um de nós.

Leia, aproveite, a vida é bela, é sonho ou é real, cada um pode decidir por sua resposta!!!

Paisagem Romantica

 

Poema (reflexões) de Fernando Pessoa.

 

Nunca amamos alguém.

Amamos, tão-somente, a idéia que fazemos de alguém.

É um conceito nosso – em suma, é a nós mesmos – que amamos.

Isto é verdade em toda a escala do amor.

No amor sexual buscamos um prazer nosso dado por intermédio de um corpo estranho.

No amor diferente do sexual, buscamos um prazer nosso dado por intermédio de uma idéia nossa.(…)

As relações entre uma alma e outra, através de coisas tão incertas e divergentes como as palavras comuns e os gestos que se empreendem, são matéria de estranha complexidade.

No próprio ato em que nos conhecemos, nos desconhecemos.

Dizem os dois ‘amo-te’ ou pensam-no e sentem-no por troca, e cada uma quer dizer uma idéia diferente, uma vida diferente, até, porventura, uma cor ou um aroma diferente, na soma abstracta de impressões que constitui a atividade da alma.

Fernando Pessoa

 

Paisagem Romantica

Sucesso Sempre.